19 - Mamona (As Guerras Santas - 3)

O general da aliança celeste estava novamente na sala do trono. Dessa vez bem mais limpo e bem vestido que da última visita, ele falava baixo e tinha os olhos inchados, além dos hematomas espalhados no rosto.

Deus 'tava usando uma sandália do tipo franciscana, uma bata branca, trancinhas no cabelo e na barba e um cachimbo no canto da boca. Micael sempre se surpreendia com essas mudanças bruscas de comportamento do Homem.

Na noite anterior ele definitivamente havia passado da conta - muito minduim e cerveja.

-Senhor, estou aqui por dois motivos.

-Fala aê mano, belêza? -A voz estridente e quase gritada fazia a dor de cabeça do anjo ficar pior.

-Sim, Senhor, tudo bem. Primeiro quero esclarecer uma dúvid... -Deus interrompeu o anjo:

-Legumes são frutos.

-...! Então quer dizer q...

-Você e Samael brigaram por bobagem, ambos estavam certos o tempo todo!

O general fazia cara de desapontado.

-OK, eu sei que você queria ter razão... blá blá. Próxima pergunta.

-Na verdade é um pedido, Senhor. Todos os anjos da aliança concordam, se os demônios todos podem usar essa coisa de pólvora, nós também queríamos direito a armas de fogo.

-Fala sério, vocês todos têm vida eterna. NENHUM anjo ou demônio morreu, nem vai morrer! Para de drama, pega um cachimbo aê, vamos ouvir um roque!

-Acho que o senhor não entende a importância dessa batalha.

-Não faço nem vou fazer nada que não seja natural. Tá, pega isto aqui, pode atirar neles. Vocês crianças adoram essa brincadeira, só não quero ouvir reclamação depois. -Deus oferecia uma fruta p'ra Micael. Em meio à fumaça do cachimbo, o anjo viu, na palma da mão de Deus, uma fruta com cara de agressiva!

Horas depois o anjo apresentava a mamona aos combatentes.

-HOMENS! Agora temos uma arma secreta, esta é a mamona! Vejam os espinhos!

-Ooooh!

Os anjos da aliança celeste atiravam mamona atrás de mamona nas hordas de Lúcifer. Micael finalmente estava satisfeito, tinham uma arma eficaz e que não acabaria.

Aí, o Coisa Ruim inventou o estilingue.

5 comentários:

Erika disse...

Cheguei aqui através do "Curto e Grosso", li esse post ontem e resolvi não comentar, porque geralmente comentário de quem nunca veio num certo blog é o típico: "blog legal, gostei muito, dá uma passadinha depois lá no meu...". Mas a cena dos anjos jogando mamona uns nos outros não me saiu da cabeça... fora a linguagem descolada do "todo poderoso"...
Achei foda esse texto, vou dar uma olhada nas outras partes e comento por lá...
Até!

Vanessa disse...

maravilhoso seu blog, cara!! incrível!! O.O

Lourenço disse...

Bão demais.
Descobri o blog por propaganda sua no Orkut, se não me engano em alguma que falava sobre Humor alternativo... não me lembro do nome exato.
Mas, é... foda, e entrei na comunidade.

Diego Matias disse...

Hehehe... Muito boas as guerras santas! Li todos os posts! Excelente!

Anônimo disse...

Aprendi muito